Vossa palavra é a verdade, santificai-nos na verdade. – 05/06/2019

0
61

Queridos irmãos e irmãs:

No Evangelho de hoje (Jo 17, 11-19), Jesus estabelece um elo profundo entre o céu e a terra; entre as coisas do alto e nossa humanidade. A oração de Jesus é profunda. Quando nós rezamos, o centro da oração deve ser Deus. Porém, no Evangelho, percebemos que Jesus faz questão de colocar a humanidade como o centro de sua oração. Sinal de seu grande amor por nós.

Consideremos três particularidades desta oração de Jesus. Primeiro Jesus pede ao Pai pela nossa unidade quando diz, “que eles sejam um assim como nós somos um”. Jesus pede, na verdade, que nos ajudemos que nos preocupemos e nos amemos uns aos outros. A unidade é sinal de amor profundo.

Em segundo plano Jesus pede ao Pai que nós sejamos guardados do maligno. Ou seja, que sejamos “separados” daquilo que é mundano. Em outras palavras, Jesus pede que sejamos santificados. Aliás, a palavra separado,  na Bíblia, significa santificado. Quando nos separamos daquilo que é mundano, nos santificamos. Tiago, no capítulo 4, nos diz que: “Será que vocês não sabem que ser amigo daquilo que é mundano é ser inimigo de Deus”?

Por fim, Jesus pede ao Pai que sejamos consagrados na verdade.  Mas, o que é a verdade? O próprio Jesus responde que a verdade é a Palavra de Deus.  Em outra ocasião Jesus disse que Ele mesmo é a verdade. Logo, para sermos consagrados na verdade é necessário que tenhamos profunda intimidade com Cristo e sua Palavra e tudo aquilo que fizermos deve ser consagrado a Deus, mesmo as tarefas mais simples. É preciso que nosso trabalho; nossos estudos; nossas palavras, atitudes e sonhos sejam consagrados ao nosso Deus.

Que nossa Senhora, que foi separada daquilo que era mundano e consagrada para dar a luz à verdade, nos ajude em nossa caminhada de fé.

Mãe do Perpétuo Socorro. Rogai por nós. 

Missionário redentorista,  padre Donizete Araújo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui