Unidade com Deus e com os irmãos – 11/05/2016

0
1140

Unidade com Deus e com os irmãos 

 

Caros irmãos e irmãos, devotos de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, inseridos no contexto do Ano da Misericórdia, estamos no tempo pascal, na Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, em preparação à Festa do Espírito Santo, que é Pentecostes.

Ao falar de unidade, evidencia-se nesta quarta-feira, no Evangelho de hoje, o tema da unidade, como intimidade com Deus. Jesus nos revela as palavras de despedida como uma bênção, em forma de oração que mantém a unidade como intimidade com Deus. Ao despedir-se, preparando os discípulos para o recebimento do Espírito Santo, o Senhor resume toda a sua atividade numa oração, conhecida com o nome de oração sacerdotal. Nela, Jesus aparece no papel de intercessor por nós.  Ele reza ao Pai por todos nós. Somos incluídos no amor que existe entre o Pai e o Filho. É o ponto alto da mensagem de Jesus. Ele sabe que precisamos da graça divina para permanecermos fiéis na vida e na missão a Deus. “Eu lhes dei a tua palavra” (Jo 17,14).

 Jesus, nessa oração, nos mostra que confia em nós e crê que guardaremos sua Palavra. Quer-nos ver unidos a Deus. Deseja também que essa unidade seja o sentido para nossa vida. ‘Pai santo, guarda-os em teu nome, o nome que me deste, para que eles sejam um assim como nós somos um” (Jo 17,11).

Jesus nos orienta para permanecermos no mundo, sem nos deixarmos contaminar pelo mundo, isto é, pelo egoísmo, a arrogância, o individualismo, a falta de perdão, a falta de fé. Não é coisa fácil. Por isso, Jesus reza: “Não te peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno. Eles não são do mundo, como eu não sou do mundo. Consagra-os na verdade; a tua palavra é verdade” (Jo 17,15-17). Os discípulos não devem ter medo. O desafio é grande, mas o poder de Deus é maior.

Por Padre Francisco Santos Lima –  Missionário Redentorista

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui