Ser bom para ser de Jesus – 03/07/2019

0
47

 Desconfiar ou duvidar faz parte do nosso dia a dia. A dúvida é o primeiro passo para se chegar até a verdade. A verdade é a plenitude, a tranquilidade e a paz. Assim, muitas vezes nós precisamos colocar o dedo na ferida, então reconhecemos o fato da dor que estamos passando, a dor do corpo e a dor da alma.

Jesus foi muito tranquilo em aproximar-se das pessoas, tocar a alma e o coração delas, Jesus também, tocou na parte física de muitos. Cristo chegava até o coração das pessoas porque falava do perdão e da paz. Nós precisamos do perdão, da paz, reconhecer os nossos pontos fracos ou defeitos é um dever pessoal.

Porém, aceitar e reconhecer o perdão de Deus e o meu próprio perdão é um desafio pessoal que precisamos conquistar no dia a dia.

Quando eu coloco o dedo na minha ferida, reconheço a minha falta, o meu erro, procuro ver o que está errado e encontrar o ponto chave para acertar, aí o perdão e a paz tomam conta de mim. Quando estou bem comigo, e com quem me acompanha, seguimos todos em paz.

Jesus Cristo ficava tranquilo quando as pessoas duvidavam, ou procuravam uma resposta. Cristo deixou claro: “Eu preciso chegar a uma decisão, a uma conclusão”. Quando eu decido e aceito a realidade, tudo é possível, tudo se transforma com a graça da presença de Deus.

O que passou, passou, nem Deus pode mudar.  Mas com a graça de Deus, hoje eu posso iniciar, começar uma nova vida. Reconheci o meu pecado, conto com a graça de Deus, com a força do Espírito Santo e com a infinita misericórdia que nos acolhe e abençoa. Temos toda força para seguir em frente. Mãe do perpétuo Socorro, rogai por nós.

Missionário redentorista, padre Jorge Rocha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui