Que sejamos revestidos dos mesmos sentimentos de Jesus – 17/04/2019

0
127

O evangelho de hoje nos mostra que, enquanto Judas planejava e combinava o preço da traição, os discípulos pediam orientação de Jesus sobre onde celebrar a Páscoa. O inimigo plantou dentro do coração de Judas a semente da traição e da infidelidade e ele se deixou contaminar.

Alimentou o pensamento, deu força ao desejo e assim deixou-se corromper.  Na vida a gente aprende que precisamos cultivar e fazer apenas o bem. Aprendemos que o caminho da salvação requer o exercício da santidade em nosso cotidiano. Aprendemos que em cada despertar é preciso pedir a Deus o bom discernimento para viver bem o dia que está inteiramente ao nosso dispor.

Judas descuidou no exercício do discernimento e escolheu a traição, o sofrimento e a morte. Que eu e você imbuídos do Espírito Santo possamos escolher a fidelidade, a paz e a vida. Convenhamos que a afirmação de Jesus: “Em verdade eu vos digo, um de vós vai me trair”, provocou tristeza e preocupação em todos os discípulos. Isso mostra que, no percurso da nossa vida, precisamos nos firmar na fé e no compromisso com Deus, pois se depender apenas da nossa força é possível que o fracasso, o erro e o pecado nos alcancem.

Os discípulos se perguntavam de quem Jesus estava falando. A dúvida perpassa o coração deles mostrando que todos precisavam entrar ainda mais em conformidade com o querer e a vontade de Deus.

Que a vivencia desta Semana Santa nos ensine a aproximar da Cruz de Jesus. Que sejamos revestidos dos mesmos sentimentos Dele. E ao viver com amor o que este tempo forte nos exige possamos então experimentar com Cristo os sabores da Ressurreição, o sabor da vitória.

Mãe do Perpétuo Socorro, rogai por nós.

Missionário Redentorista Padre Celso Vieira da  Cruz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui