Pensamento – 20/03/2019

0
172

Queridos irmãos devotos: 

Estamos caminhando rumo à páscoa do Senhor, e nesse caminho vamos encontrar obstáculos, dificuldades e sofrimentos. Olhando para o evangelho de hoje, (Mt 20,17-28), Jesus está nesse caminho, subindo para Jerusalém. Jerusalém aqui, representa o ápice de sua missão, e esse caminhar significa o grande processo do seguimento. Este tempo da quaresma que estamos vivendo é uma estreita relação desse caminhar rumo a Jerusalém. Portanto, essa é a proposta desta liturgia, nos colocar neste caminho com Jesus, tendo sempre a consciência dessa árdua missão, com todos os obstáculos e sofrimentos.

É o que Jesus diz no inicio do evangelho de hoje a seus discípulos e a cada um de nós. Ele está conscientizando a todos sobre os desafios da missão que é segui-lo. Apesar disso, muita gente queria tirar vantagem, principalmente quem estava de fora. É o que ocorreu com a mãe dos filhos de Zebedeu. Tiago e João se propuseram a seguir Jesus, mas a mãe deles, cheia de boas intenções, próprias do coração de mãe, queria o melhor para seus filhos. Porém, nem sempre o que é melhor para nós é melhor para Deus. Assim ela humildemente se dirigiu a Jesus e implorou um lugar de destaque para seus filhos quando Jesus estivesse na sua glória. Ela queria um lugar a direita e outro a esquerda. Jesus porém, os alerta que não basta segui-lo apenas para obter lugares de destaque.

O reino de Deus não segue a mesma dinâmica do mundo, das sociedades em geral, como pensava a mãe destes discípulos e como muitos de nós cristãos, pensamos. Aqui, uns passam por cima de outros por causa de poder. Os grandes oprimem os pequenos, falta caridade com o próximo quando se trata de poder e honras. Portanto, meus irmãos e irmãs, quem quiser ser o primeiro que seja sempre o último. E quem quiser ser grande diante de Deus, que seja um servidor diante das pessoas nesse mundo. O próprio Jesus é um grande modelo a ser seguido, servir sem esperar nada em troca e morrer se for preciso para que outros possam viver. Eis o grande desafio do seguimento. Mãe do Perpétuo Socorro, rogai por nós!

Missionário redentorista, padre Oliton Ferreira Gomes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui