Pensamento – 10/06/2020

0
17

Jesus foi acusado pelos sacerdotes e fariseus de querer mudar a lei de Moisés. Mas a interpretação dos fariseus dessa Lei escravizava o povo simples. Foi quase impossível viver o que eles exigiram desses pobres. E Jesus em defesa disse que Ele não mudou uma letra da Lei, mas ele mudou totalmente a maneira para cumprir essa Lei. Os fariseus e sacerdotes observavam estritamente a lei para serem vistos e admirados pelo povo.  Sua motivação foi egoísta. Sua observância não foi para adorar a Deus Pai, mas foi orgulho. E assim foi que Cristo os criticou e pediu sua conversão.

Jesus reintroduziu o plano original da Lei de Moisés. Observar a lei por amor, por culto e adoração de seu Pai. Ser obediente diante da vontade de seu e nosso Pai como nossa expressão de carinho e de amor. Infelizmente por essa nova orientação que os sacerdotes vão exigir que Jesus fosse crucificado como alguém que violou a Lei de Deus.

O que devemos aprender e praticar dessas palavras de Jesus? Nós precisamos examinar sempre nossa motivação atrás da prática da Lei. Por exemplo, porque vou para a Missa no Domingo? Para ser visto? Não vale nada disse Jesus. Para ir porque é exigido? Não vale disse Jesus. Somente o desejo de amar a Deus Pai de todo nosso coração é a única motivação válida.

Assim cumpriremos a Lei de Deus. Jesus termina dizendo algo importante. Se vivermos essa motivação correta e ensinar os outros a fazer a mesma, seremos grandes no Reino de Deus Pai. E vice-versa se ensinamos outros a viver a Lei como os fariseus e sacerdotes sem amor em seus corações seremos os menores no Reino.

Que Maria nos ajude a viver a lei como ela fez somente por amor.

                                                           Missionário Redentorista Pe. Lourenço Kearns

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui