O Papa Francisco discursa em Estrasburgo: “Que a pessoa seja o centro e não a economia”

1
1275

papaEstrasburgo

Em seu discurso, o Papa convidou os eurodeputados a “construir juntos a Europa, que gire ao redor da pessoa e não da economia, mas da sacralidade da pessoa humana, dos valores inalienáveis”. O Papa destacou que “o ser humano corre o risco de ser reduzido a uma mera engrenagem de um mecanismo que o trate como um simples bem de consumo para ser utilizado, de forma que – lamentavelmente o percebemos muitas vezes – quando a vida já não serve para tal mecanismo ela é descartada sem muitos cuidados, como no caso dos doentes terminais, dos anciãos abandonados e sem atenções, ou das crianças assassinadas antes de nascer”.

Destacou que o esquecimento de Deus, em vez da sua glorificação, é que gera a violência. Pediu que se invista na família e na educação. A primeira área – indicou Francisco – “é certamente a da educação, começando da família, célula fundamental e elemento precioso de toda a sociedade”. O Pontífice também entrou na questão da defesa da ecologia: “Europa sempre esteve na vanguarda de um compromisso louvável em favor da ecologia”, esclarecendo que os homens são “guardiães, mas não proprietários”. Sobre o trabalho, ele lembrou que “é hora de promover as políticas de emprego, mas é necessário, acima de tudo, voltar a dar dignidade ao trabalho”, que “não se dirija à exploração das pessoas, mas a garantir, através do trabalho, a possibilidade de construir uma família e de educar os filhos”. Sobre a imigração, ele disse que “não podemos tolerar que o mar Mediterrâneo se transforme em um grande cemitério”, disse o Santo Padre, e pediu “legislações adequadas que sejam capazes de proteger os direitos dos cidadãos europeus e de garantir ao mesmo tempo a acolhida aos imigrantes”.

Enfim, o papa convidou a “promover uma Europa protagonista, transmissora de ciência, arte, música, valores humanos e também de fé. A Europa que contempla o céu e persegue ideais; a Europa que olha, defende, e protege o homem; a Europa que caminha sobre a terra segura e firme, precioso dom de referência para toda a humanidade”.

Fonte: Zenit.org

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui