Estudos sobre a Campanha da Fraternidade reúnem catequistas do Setor Centro

0
1125
Campanha da Fraternidade 2017. Biomas Brasileiros e defesa da Vida.
“Cultivar e guardar a Criação” Gn 2,15
Ontem no período das 19:30 as 21:30 estiveram reunidas as catequistas do setor centro
no CIEE PR, com o propósito de melhor compreender a proposta da Campanha da fraternidade deste ano.  O Márcio da Arquidiocese de Curitiba foi quem assessorou o encontro. Participaram 30 catequistas do Setor Centro( Sant. N. Sra Perpétuo Socorro, Sant. N. Sra Guadalupe, Bom Jesus dos Perdões e Divino Espírito Santo) e da Paróquia Santo Antonio/Orleans. São catequistas em formação, buscando renovar seus conhecimentos! Nossos agradecimentos à todos!
012 014
001 002 003 004 005 006 007 008 009
1 – Por que a Campanha da Fraternidade tem seu tempo forte na Quaresma?
Desde o ano de 1964 a Igreja no Brasil, através da Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), celebra todos os anos a CF, de modo intenso no período quaresmal. “Convertei-vos e crede no Evangelho!”, esta é a frase que muitos de nós ouvimos ao iniciarmos este tempo favorável. Tempo de lembrarmos que “somos pó e ao pó retornaremos”. Tempo de recebermos o quanto ainda estamos longe daquilo que Deus sonhou para cada um de nós e de procurarmos reorientar nossa vida para o Reino de Deus.
A Campanha da Fraternidade é uma oportunidade única para meditarmos sobre como podemos dizer este “sim” a Jesus Cristo e o Reino de seu Pai. Somada as demais práticas quaresmais, a CF pode ajudar a conversão comunitária, levando os cristãos a ajudar as pessoas a terem mais vida, e vida em abundância, conforme desejava o Senhor.

2 – Quais os objetivos da Campanha da Fraternidade 2017?

Objetivo geral

Cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos, à luz do Evangelho.

Objetivos específicos

01 – Aprofundar o conhecimento de cada bioma, de suas belezas, de seus significados e importância para a vida no planeta, particularmente para o povo brasileiro.

02 – Conhecer melhor e nos comprometer com as populações originárias, reconhecer seus direitos, sua pertença ao povo brasileiro, respeitando sua história, suas culturas, seus territórios e seu modo específico de viver.

03 – Reforçar o compromisso com a biodiversidade, os solos, as águas, nossas paisagens e o clima variado e rico que abrange o chamado território brasileiro.

04 – Compreender o impacto das grandes concentrações populacionais sobre o bioma em que se insere.

05 – Manter a articulação com outras igrejas, organizações da sociedade civil, centros de pesquisa e todas as pessoas de boa vontade que querem a preservação das riquezas naturais e o bem-estar do povo brasileiro.

06 – Comprometer as autoridades públicas para assumir a responsabilidade sobre o meio ambiente e a defesa desses povos.

07 – Contribuir para a construção de um novo paradigma econômico ecológico que atenda às necessidades de todas as pessoas e famílias, respeitando a natureza.

08 – Compreender o desafio da conversão ecológica a que nos chama o nosso Papa Francisco na carta encíclica Laudato Si’ e sua relação com o espírito quaresmal.

3 – Oração da Campanha da Fraternidade 2017

Deus, nosso Pai e Senhor,
nós vos louvamos e bendizemos,
por vossa infinita bondade.

Criastes o universo com sabedoria
e o entregastes em nossas frágeis mãos
para que dele cuidemos com carinho e amor.

Ajudai-nos a ser responsáveis e zelosos pela
Casa Comum.
Cresça, em nosso imenso Brasil,
o desejo e o empenho de cuidar mais e mais
da vida das pessoas,
e da beleza e riqueza da criação,
alimentando o sonho do novo céu e da nova terra
que prometestes.

Amém!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui