Dia Mundial dos Pobres e o trabalho dos leigos redentoristas

0
61
Foto: Eduardo Sakaguti

O Dia Mundial dos Pobres, celebrado no penúltimo domingo do ano litúrgico (17), contou com uma programação especial no Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. O evento aconteceu no dia 15 de novembro, no Centro Redentorista Santo Afonso, e reuniu mais de 300 moradores em situação de rua.

Os participantes tiveram um dia de higiene, alimentação, recreação e assistência médica, além de momentos de espiritualidade. Pessoas com dependência química também foram encaminhadas a clínicas especializadas. Ao final, voluntários e participantes se reuniram no Santuário para a missa em ação de graças por todos os colaboradores do evento.

Foto: Eduardo Sakaguti

A ação foi organizada pelos Missionários Leigos Redentoristas, cujo carisma é anunciar a Palavra de Deus aos mais pobres e abandonados. Esta foi a segunda vez no ano que o Santuário realizou uma ação com os moradores em situação de rua e em dezembro haverá um terceiro momento, com almoço de Natal para este público.

:: Santuário realiza I retiro dos moradores em situação de rua

O trabalho dos Leigos Redentoristas

Em Curitiba, o grupo dos missionários leigos reúne 18 pessoas. Além de participarem de outras pastorais dentro do Santuário, eles também divulgam a devoção dos santos e beatos da Congregação do Santíssimo Redentor. Preparam a liturgia comemorativa nessas datas e realizam formações sobre a espiritualidade e carisma do fundador, Santo Afonso.

No dia de São Geraldo, os missionários leigos redentoristas organizaram uma tenda, na porta central do Santuário, onde os fieis puderam receber uma bênção individual com a relíquia do santo.

Seguindo os princípios “afonsianos”, todos os meses a equipe organiza um café da manhã para os moradores em situação de rua, além de planejar retiros que amparem os mais necessitados nas questões sociais e também espirituais, como foi o caso dos dois eventos realizados em 2019.

De acordo com integrantes do grupo, para 2020, a proposta é organizar mais quatro retiros. Os leigos também atuam em conjunto com a Arquidiocese de Curitiba, com representantes na Pastoral do Povo de Rua.

O I Retiro para moradores em situação de rua aconteceu em setembro de 2019, no Centro Redentorista Santo Afonso.

Santo Afonso e o carinho pelos pobres

Desde jovem, Afonso dedicou-se com carinho especial aos pobres. Participou de diversas confrarias cuja finalidade era dar assistência aos necessitados. Trabalhou com doentes incuráveis dando banho e lavando suas feridas. Viveu seus primeiros anos do sacerdócio na periferia, com os sem-teto e os jovens marginalizados de Nápoles, sua cidade natal.

Essa é a raiz a mais profunda e mais importante da nova congregação que Afonso fundaria: uma família religiosa para “seguir Jesus na pregação extraordinária da palavra aos pobres”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui