Com o Santuário fechado, pastorais fazem 24 horas de adoração através da internet

0
53
27 sempre com maria

Diante da pandemia do Covid-19 (coronavírus) e a impossibilidade de frequentar templos religiosos, o isolamento social não foi um empecilho para que a programação do Dia 27 Sempre com Maria acontecesse. A data é celebrada mensalmente no Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro de Curitiba com 24 horas de oração ininterrupta.

Como têm sido todas as celebrações, a Missa das Rosas – tanto da meia-noite do dia 26, quanto das 23h do dia 27 – foi transmitida somente pelo YouTube e Facebook. “Planejávamos uma festa bonita para comemorar esta caminhada de cinco anos, mas, ao contrário de 2015, quando iniciamos a devoção com 25 pessoas, hoje estávamos somente em quatro”, relembrou padre Celso Cruz, reitor do Santuário.

Em virtude do isolamento social, na missa de comemoração dos cinco anos do “Dia 27 Sempre com Maria” estavam somente quatro pessoas: Padre Celso Cruz, dois Ministros da Eucaristia e o técnico audiovisual.

A Igreja não estava florida como sempre, mas cinco rosas brancas foram depositadas no altar, debaixo do ícone de Nossa Senhora, em comemoração à caminhada dos cinco anos. “Desta vez celebramos de um jeito diferente, mas é bonito perceber que na adversidade o ser humano consegue se reinventar e se aproximar de Deus de um jeito totalmente novo”, complementou o reitor.

:: Vídeo da Arquidiocese de Curitiba emociona católicos com mensagem sobre “reinventar-se na dificuldade”

A ideia de manter a programação normal, com a vigília de adoração por 24h, partiu de Vera Lúcia Wunsch, coordenadora da catequese. Afinal, as circunstâncias não poderiam impedir os devotos de adorar Jesus Sacramentado. Heliane Negrini, coordenadora do CPP, conta que a resposta foi quase que imediata. “Às 18h mandamos mensagem para as pastorais e em menos de duas horas estávamos com todos os horários completos. Isso nos encheu de alegria!”, comentou.

O Santíssimo Sacramento ficou exposto da 01h às 23h. Fiéis fizeram vigília de adoração pelo YouTube.

Então, após a primeira Missa da Rosas, o Santíssimo ficou exposto para quem quisesse adorá-lo, ao vivo, através do YouTube. Mais de 500 integrantes das pastorais assumiram, voluntariamente, uma hora de adoração, em suas próprias casas. A intenção principal foi pelo fim da pandemia, por todos atingidos pelo Covid-19 e pelos profissionais que atuam na linha de frente, neste momento.

Padre Celso permaneceu na Igreja durante toda a vigília e conta como foi a experiência: “Foi um grande presente de Deus para a minha vida sacerdotal. Nesses dias, onde a palavra de ordem é cuidar do outro, percebi que também Jesus estava cuidando de mim. Ficar na presença d’Ele o dia todo me proporcionou um tempo de grande reflexão e como foi bom ouvi-lo. Na vida sacerdotal, quase sempre temos que anunciar, passar a mensagem. Na vigília, pude acolher a Palavra de Deus e ver o quanto Ele queria me falar. Era o Coração de Jesus falando ao meu coração sacerdotal. Alegrei-me muito e vi a responsabilidade das pastorais em cumprir seus horários. Isso mostra a nossa dedicação ao Santuário e às coisas do nosso Deus.”

Para fechar o dia 27 com “chave de ouro”, o Papa Francisco concedeu a bênção extraordinária Urbi et Orbi, com a Praça São Pedro vazia, mas acompanhada por católicos do mundo inteiro, através das mídias sociais. “É bom saber que em tantos lugares o Cristo Sacramentado se fez presença num dia tão especial”, finalizou padre Celso.

Foto: Yara Nardi / Reuteres

Dia 27 sempre com Maria e Missa das Rosas

Foto: Renata Aquino

O dia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é comemorado em 27 de junho. Mas desde março de 2015 o Santuário Perpétuo Socorro de Curitiba, todos os meses, faz do dia 27 um marco de louvor e adoração para homenagear a Mãe do Redentor.

Assim, o dia 27 de cada mês começa e termina com a Missa das Rosas. A primeira missa acontece à meia-noite do dia 26. Nela, os fiéis depositam rosas – simbolizando pedidos e agradecimentos – aos pés de Maria. As flores formam um grande jardim em frente ao ícone e permanecem ali por 24 horas.

Aqueles que passam pelo Santuário durante o dia 27 também podem depositar as rosas, que ficam à venda na porta central. Então, às 23h, acontece a segunda Missa das Rosas, na qual os devotos “colhem” as flores abençoadas e as levam para casa como sinal do Amor de Deus em suas vidas.

Durante as 24 horas deste dia, o Santuário permanece aberto com momentos de oração e confissão, além da programação normal do dia (independente de ser quarta-feira de novenas ou qualquer outro dia). O Santíssimo também permanece exposto em vigília, da 01h às 23h, na Capela da Misericórdia, proporcionando momentos de intimidade com Jesus Sacramentado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui