QUEM CRÊ EM MIM, CRE NO PAI QUE ME ENVIOU – 29/04/2015

0
1849

QUEM CRÊ EM MIM, CRE NO PAI QUE ME ENVIOU

 

Queridos Devotos de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Hoje Celebramos A Memória de Santa Catarina de Sena, mulher forte e fiel a Deus. Trabalhou insistentemente pelos mais necessitados. Chegou a ser proclamada Doutora da Igreja. Com certeza podemos dizer que ela viveu a Palavra, da qual Jesus nos falou no Evangelho de Hoje. É sobre este Evangelho, segundo João, que falaremos agora. (Jo 12,44-50)

Jesus jamais atribuiu a sua missão como sendo uma obra sua. Ao contrário, ele sempre se colocou numa posição de quem apenas cumpria o que o Seu Pai lhe havia confiado. Jesus é como um bom amigo que avisa-nos das coisas, mas não nos julga e não nos abandona. É por isso que ele afirma claramente: “Quem crê em mim, não é em mim que crê, mas naquele que me enviou. Quem me vê, vê aquele que me enviou!”

Então podemos dizer que Jesus é um Porta-Voz do Pai e que apesar de toda perseguição não abandonou a sua missão. Deu sua vida para confirmar que o que dizia era A Verdade!

Jesus fala ainda que veio como LUZ. Todos nós sabemos que a LUZ tem um poder imenso de revelar as coisas. Na escuridão da noite, a luz nos possibilita caminhar com segurança. Em nossas casas, quando chegamos, a primeira coisa que fazemos é acender as luzes para que não tropecemos nos móveis. Jesus diz: “Eu vim ao mundo como Luz. Para que todo aquele que está comigo não fique nas trevas.”

Fortes estas palavras! Jesus quer iluminar os nossos caminhos, a nossa vida, os nossos pensamentos, as nossas emoções e sentimentos. Isso quer dizer que, ao olharmos para Jesus, e olhar para ele significa olhar para o que ele disse, para o que ele nos deixou como exemplo, esse olhar tem o poder de por LUZ nas nossas vidas. Tem o poder de afastar-nos das trevas. Quem não olha para Jesus, não encontra essa Luz Verdadeira e, por isso, continua na escuridão, nas trevas.

Nesse sentido é que podemos compreendemos o que ele finalmente nos fala ainda neste Evangelho: Ele diz: “não julgo quem não observar as minhas palavras, não vim para isso vim para salvar! É a própria palavra que julgará aquele que me rejeita, pois o que eu falei, falei cumprindo a ordem do Pai.”  Quer dizer o seguinte: Em Jesus existe uma fonte de Vida e Luz, vinda diretamente do Pai, capaz de por sentido em todas as nossas experiências terrenas, mas é algo que a gente só tem acesso conhecendo Jesus. Sem conhecê-lo, sem buscar saber a essência do que ele falou, não poderemos beber de toda essa “Água Viva” que mata a nossa sede de Deus, que no fundo é sede de sentido, sede de felicidade.

Peçamos, caros Devotos, à Nossa Mãe do Perpétuo Socorro, que ajude-nos a nos aproximar cada vez mais do Seu Filho Jesus, buscando um contínuo contato com a Sua Palavra.

 

Pe. Vicente de Melo, C.Ss.R – Missionário Redentorista

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui