Cartas de agradecimento – 13/04/2016

0
1058
  1. Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

         Tenho 30 anos e dois anos atrás fui diagnosticada com síndrome do pânico. Desenvolvi essa doença depois que vi uma adolescente tirar a própria vida. Fiquei profundamente abalada a ponto de não conseguir mais seguir o dia a dia de forma normal. Não conseguia ficar sozinha, nem ao menos ir ao banheiro sem que alguém ficasse do lado de fora conversando comigo.

         Fui ao psiquiatra e comecei a tomar a medicação indicada. Mas foram meses muito difíceis. Um dia, minha professora de francês me falou da novena a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e pediu que eu participasse, pois com fé eu alcançaria a graça da cura.

         Segui o conselho e comecei a novena no meio do tratamento. E antes mesmo de terminar a novena voltei à vida que eu tinha antes. Sem medo, sem mais precisar de remédios para dormir.

         Faz um ano que estou curada. Sei que demorei para escrever este testemunho, mas quero agora compartilhar esta bênção com vocês. Graças à intercessão de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, hoje estou bem! Muito obrigada, minha Mãe!

                                                   Uma devota eternamente agradecida.

  1. Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

         Sou devota da Mãe do Perpétuo Socorro desde a infância e por meio desta carta venho relatar mais uma grande graça recebida. Minha mãe, já idosa, tinha ido à clínica buscar remédios para meu pai. Chegando lá, sentiu-se mal e sentou-se. Uma enfermeira a viu e falou para as colegas que minha mãe não estava bem. Ela veio para perto para saber o que ela estava sentindo quando minha mãe desmaiou. A enfermeira rapidamente a apoiou com a ajuda de um rapaz que estava perto. Levaram-na para ser atendida e logo voltou a si, mas tinha muito vômito.

          Como eu trabalho perto dali, ligaram para que eu fosse até lá. O médico me disse para procurarmos um vascular especialista em carótidas na Santa Casa de Curitiba. Quando fomos para a consulta, vários exames foram feitos e constataram que a veia interna do pescoço estava 99% entupida.

         Para meu desespero, a gravidade era enorme, como se ela estivesse com a corda no pescoço e um pequeno movimento poderia ser fatal.

         Recorri então com toda a confiança à Mãezinha do Perpétuo Socorro. Em abril do ano passado, ela fez a cirurgia  e tudo correu bem. Foi preciso ficar somente um dia na UTI e mais três no quarto. Recebeu alta e  recuperou-se muito bem.

         Por isso aqui estou hoje, para agradecer imensamente a Nossa Mãezinha por mais este milagre!

                                          Uma devota feliz e eternamente agradecida.

 

  1. Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

         Em 2008 recebi a proposta de ser transferida para outro estado. Era algo que eu queria muito, porém minha filha estava fazendo faculdade, trabalhando e eu temia que ela não quisesse ir comigo. E foi o que realmente aconteceu. Ela me incentivou a aceitar a proposta, mas decidiu continuar em Curitiba.

         Para mim foi bastante difícil. Sentia muita saudade e me preocupava muito com ela. Recorria constantemente a Deus e à Mãe do Perpétuo Socorro, que olhassem por ela e fizessem o que fosse melhor. Várias vezes minha filha foi me visitar e dizia que não tinha intenção de morar lá.

         Os anos foram passando, houve muitas idas e vindas e sempre que eu estava aqui, era com muita alegria que vinha à novena no Santuário, pois há mais de 30 anos sou devota de Nossa Senhora. Hoje, mesmo morando longe, acompanho as novenas pela internet.

         Em janeiro de 2014, numa visita, minha filha demonstrou interesse em morar comigo. Hoje ela está trabalhando, cursando o último ano da faculdade de direito e eu sou imensamente feliz, porque posso cuidar dela, abraçá-la e beijá-la todos os dias.

         Sou uma mãe eternamente agradecida ao Pai Todo Poderoso e à amada Mãe do Perpétuo Socorro por mais esta graça recebida.

                                                 Uma devota eternamente agradecida.

 

  1. Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

         Em junho de 2015, meu noivo deixou a família, amigos e trabalho em Campinas – SP para construir nossa família aqui em Curitiba. A partir daí, comecei a pedir a Nossa Senhora que concedesse a ele um bom trabalho, mesmo em meio à crise em que se encontra o país.

          Várias foram as entrevistas, assim como as negativas recebidas. Confesso que ficava triste a cada vez, mas sabia que minha Mãezinha me ouvia e que, se ainda não tinha dado certo, era porque algo bom estava sendo preparado.

         Em janeiro deste ano recebemos uma ligação, chamando meu noivo para mais uma entrevista. Ele não havia se candidatado para aquela vaga e a entrevista foi marcada para o dia do aniversário de minha mãe, que também pedia na novena a graça de um emprego para ele.

          Desde o dia da ligação, eu tive a certeza de que aquela era a vaga que Nossa Senhora havia preparado, porque sequer sabíamos da existência da vaga. O currículo dele tinha sido encontrado na internet.  Passada a entrevista, a chefe do setor pediu que meu noivo desse sua palavra de que realmente queria o trabalho, pois ela não havia encontrado currículo com a experiência dele nas entrevistas com outros candidatos. Meu noivo deu sua palavra e nos dias seguintes apareceram outras oportunidades, para as quais ele nem cogitou concorrer.

         Hoje venho tornar público meu agradecimento à Mãe do Perpétuo Socorro, que, com todo seu amor, atendeu minhas preces e as de minha mãe, garantindo ao meu noivo o melhor trabalho que ele poderia encontrar. Muito obrigada!

                                                  Uma devota eternamente agradecida.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui