A fé insistente em Jesus – 05/08/2020

0
15

Queridos devotos e devotas da Mãe do Perpétuo Socorro, o Evangelho de hoje nos apresenta a bela cena da confiança na Graça e no Tempo de Deus. Jesus acabara de sair de sua região de origem, a Galileia, para a região de Sidônia. No caminho eis que uma mulher cananeia pede o socorro do mestre por sua filha que encontra-se atormentada por um espírito mal.

A primeira vista Jesus ignorou a suplica da mulher, isto para provar sua fé. Ela sabia que ele podia curar sua filha, e sabia também que não era judia, portanto uma estrangeira. Vale lembrar o preconceito que havia na época com estrangeiros por parte dos judeus. No entanto a mulher mesmo tendo noção de sua condição, não hesita de implorar ao mestre por socorro.

Os discípulos ao ver tal acontecimento, não entendem a atitude de Jesus, e chegam a pedir para mandar a mulher embora. Ainda assim a mulher continua insistindo, até que Jesus lhe responde: “é justo tirar o pão dos filhos para dar aos cachorrinhos?” Esta atitude da mulher mostra piamente a confiança em quem pode a ajudar, e com essa confiança insistente revela humildade ao responder Jesus: “verdade, Senhor, mas os cachorrinhos comem as migalhas que caem da mesa dos donos.”

Esta humildade revelada retrata Jesus que não veio ao mundo apenas para salvar os judeus, os da sua região. É nos revelado aqui Jesus que é Rei dos judeus, mas além disso, é Rei do universo, Senhor do mundo. E Jesus admirando tamanha fé encontrada nesta mulher, somente responde, seja feito como tu queres. E o Evangelho ainda insiste, a partir daquele momento sua filha ficou curada.

Que tenhamos a ousadia dessa cananeia, de pedir com fé insistente com coração humilde. Pois se pedimos insistentemente sabendo aguardar o Tempo de Deus, sem desanimar; e pedir com humildade nos reconhecendo indignos das graças de Deus, portanto sabendo que sua ação em nossa vida é Graça, Ele há de nos atender. Peçamos a Querida Mãe do Perpétuo Socorro, sua intercessão para sermos ousados ao confiar na graça de seu filhos Jesus e sabermos humildemente aguardar o Tempo de Deus em nossas vidas. Amém.                                                

Fr. Cleverton Antonio Marques

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui