O que fazer com imagens quebradas e objetos religiosos estragados?

6
223

 Padre, o que faço com imagens quebradas, terços e objetos religiosos estragados?

 As capelas da roça, as cruzes à beira das estradas e os cruzeiros dos cemitérios do nosso imenso Brasil são lugares onde muitas pessoas costumam colocar as imagens quebradas, terços arrebentados e outros objetos de devoção que se estragaram. Muitas pessoas colocam esses objetos em tais lugares porque  imaginam que é falta de respeito jogar no lixo aquele objeto que lhe ajudou a rezar, a conseguir graças ou a confiar mais em Deus.

A fé católica reproduz em estatuetas, desenhos e pinturas aquilo que imagina ser a pessoa de Jesus, de Maria ou de algum santo. Nós, católicos, veneramos essas imagens como veneramos as fotografias de nossos entes queridos, vivos ou falecidos. Oramos diante dessas imagens pensando em Jesus, em Maria ou no santo que elas representam. Acreditamos nisso, não porque somos idólatras, mas orientados por uma prática bíblica, onde Deus pediu a Moisés que fizesse dois querubins de ouro e colocasse em cima da Arca da Aliança (Ex 25, 17-18) ou a serpente de ouro feita por Moisés e colocada sobre uma haste para curar quem era mordido pelas serpentes do deserto (cf. Nm 21, 8-9). O rei Salomão, ao construir o templo de Jerusalém, colocou no fundo do santuário duas grandes imagens de anjos, além de decorar o templo com leões, bois e querubins (1Rs 6, 23-25; 7, 29).  Os primeiros cristãos, que morreram martirizados em nome da fé, tinham seus túmulos decorados com figuras religiosas.

A imagem, o desenho, a foto de Jesus, os terços e escapulários que usamos são abençoados, mas não sagrados; sagrado é o que eles nos lembram. O escapulário ou a fita que penduramos no pescoço é um símbolo de pertença a uma fé. Por isso, se aquela imagem quebrou, o escapulário arrebentou, ou outro objeto que você pediu para abençoar estragou, não precisa levar para a igreja seus cacos ou pedaços. Tais objetos estragados podem ser restaurados ou então jogados fora. Mas, se você sente-se mal em jogar um objeto assim no lixo, enterre-o no seu jardim. Se não tem jardim, então enterre dentro de um vaso, plante uma flor sobre ele e deixe o mesmo se transformar em terra, que é exatamente de onde ele veio. Não coloque aos pés das cruzes nas estradas, nas igrejas ou em cemitérios, onde poderá ser pisado e até mesmo machucar alguém. Tenha certeza que ao enterrar um objeto abençoado em seu jardim ou num vaso, ele também estará abençoando aquele local.

Que Nossa Senhora do Perpétuo Socorro nos abençoe e nos proteja sempre.

Pe. Gelson Luiz Mikuszka, C.Ss.R

 

imagens quebradas

6 COMENTÁRIOS

  1. Bem clarificado e obrigada por me deixar mais calma. Pois tenho uma santa nossa Sra da aparecida e ela se quebrou na base….ficam os mistérios da nossa mente.

  2. Esclarecimento muito importante para nós católicos devotos. Até no momento da deterioração , quebra aprendemos que não é a imagem o importante mas a fé em Deus, em Jesus e nossa confiança no olhar maternal de Nossa Senhora Maria em sua intercessão e no exemplo de fé dos Santos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, indique o seu nome aqui