• iconeCabeca11.jpg

 

Cartas de agradecimento - 30/10/2013

1.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos  devotos:

Meu neto nasceu em julho e para nós foi muita alegria. Mas ao chegar em casa, começou a ter muita tosse. Minha filha o levou ao médico, que disse que era normal. O menino ficava roxo de tossir e tinha muita secreção no pulmão. Eu disse então para o levarmos para uma consulta com a médica que cuidou dos meus filhos, muitos anos atrás.

Ela pediu um raio X e, com o resultado, encaminhou o internamento no hospital Pequeno Príncipe porque ele estava com coqueluche. Ele ficou isolado e eu, muito triste, pedi ajuda a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e comecei a fazer a novena. Saía do hospital e vinha para o Santuário. Não conseguia mais ver nosso bebê com aparelhos para respirar!

 Um dia minha filha ligou do hospital, dizendo que não tinham conseguido encontrar uma veia e ele precisou de anestesia para que fizessem um pique. Teve então uma parada cardíaca e foi para a UTI. Ficou lá por dez dias. Eu só rezava, pedia socorro à querida Mãezinha e continuava a novena.

Foram 25 dias internado, mas hoje ele está em casa, lindo. Dentro de alguns dias vamos trazê-lo aqui em agradecimento mais uma vez a Deus e a Nossa Senhora que intercedeu pela vida desse meu neto. Obrigada, Mãe querida, de todo o meu coração!

                                                   Uma devota eternamente agradecida.


2.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Meu filho formou-se em Administração e desejava muito fazer um estágio remunerado no exterior. Quando o vi procurando uma vaga por dias e dias, sem êxito, decidi recorrer à Mãe querida do Perpétuo Socorro.

Logo que iniciei a novena, ele foi chamado para entrevistas e selecionado. Há dois meses encontra-se trabalhando feliz em Portugal. Muito obrigada por mais essa graça concedida, Mãe bondosa!

                                                 Uma devota eternamente agradecida.


3.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Em janeiro do ano passado, minha filha descobriu que tinha um mioma no útero. Após tomar medicação para ele diminuir, sem sucesso, começou a fazer os exames necessários para retirar o mioma, por meio de cirurgia. Foi assim que descobriu que estava grávida.

No início os médicos disseram que era uma gravidez de risco porque o mioma iria crescer, o que de fato aconteceu, por três meses. Então eu comecei uma novena a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, pedindo para tudo dar certo. Ele estacionou e a gestação transcorreu normalmente até o nono mês.

Em 13 de setembro nasceu minha neta, com muita saúde, e o mioma foi retirado na mesma cirurgia. Obrigada, Mãe Querida!

                                                       Uma devota eternamente agradecida.


4.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Meu pai tem 68 anos. É um homem forte, guerreiro e trabalhador, que já passou por uma fase difícil financeiramente. Mas com muita fé, determinação e trabalho, conseguiu comprar um caminhão que era seu sonho. Todos ficamos muito felizes e orgulhosos com sua conquista.

Uma semana depois, vieram ladrões e levaram seu ganha-pão. Foi desesperador ver as lágrimas no rosto dele. Então, eu me ajoelhei diante do quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e pedi Sua ajuda para encontrar o caminhão. Eu estava com muito medo que ele ficasse arrasado e doente com esse susto.

E felizmente foram somente dez horas de angústia! O caminhão foi encontrado! Não tenho palavras para agradecer a minha querida Mãezinha. Eu tinha certeza de que Ela não abandonaria meu pai, uma pessoa tão humilde, que só quer trabalhar honestamente. Obrigada, Mãe do Perpétuo Socorro, por mais esta alegria!

                                                   Uma devota eternamente agradecida.


5.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Sempre que faço a novena, durante o ano todo, tenho em mãos a foto de minha filha de 24 anos, uma jovem bem sucedida, que sempre sai com amigos. Uma noite dessas, ela me falou que ia a um churrasco e não voltaria tarde, mas ficaram bebendo e ela demorou mais que de costume.

Como devota de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, comecei a rezar. Enquanto isso ela voltava com o colega que também tinha bebido e não conseguiu trazê-la até em casa. Ela chamou um táxi, mas nem conseguiu dizer o endereço para o motorista. Quando chegou, assustou-se e perguntou como ele sabia onde ela morava.

Nossa Senhora enviou o táxi com o motorista que é marido da professora dela no Jardim de Infância, vinte anos atrás. Com certeza, pelas mãos de Deus e de nossa querida Mãe, em um verdadeiro milagre, minha filha foi protegida! Muito obrigada de todo meu coração!

                                                           Uma mãe eternamente agradecida.

Revista On-line