Cartas de agradecimento - 11/09/2013

1.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Fui demitida do emprego e para conseguir o pagamento dos meus direitos, entrei com um processo trabalhista. Estava passando por várias necessidades, inclusive de alimentação. Mas o processo não ia adiante porque a empresa usava todos os artifícios que podia para impedir uma solução.

Então, roguei à Mãe Santíssima do Perpétuo Socorro, pedindo Sua intercessão. E aconteceu um milagre! Nossa Senhora tocou o coração de meus antigos patrões. Eles propuseram um acordo e o processo foi encerrado. Com esse acordo, eu recebi muito mais do que esperava!

Hoje pretendo pagar minhas dívidas decorrentes do desemprego, salvei meu patrimônio que corria o risco de perder e ainda sobrará um pouco para me manter até que consiga outro emprego.

Tudo consegui graças a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, que não esquece de nós. Muito obrigada!

                                                   Uma devota feliz e muito agradecida.


2.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Ao procurar alguns documentos, me deparei com uma caderneta de minha mãe, falecida em abril de 1997.  Nela estava escrito um texto de agradecimento a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. E ao ler, me vi na necessidade de trazer essa graça ao conhecimento de todos. Minha mãe escreveu assim:

Tive flebite na perna e pedi com muita fé que Nossa Senhora me ajudasse a conseguir a cura. E em três semanas, só tomando remédios naturais, eu fiquei curada. Agradeço muito por essa grande graça.

                                                       Uma devota eternamente agradecida.


3.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Eu estava empregada, porém muito infeliz no trabalho. Descobri então um concurso que acendeu a esperança de uma transformação em minha vida profissional. Dediquei-me aos estudos e consegui ficar em segundo lugar. No entanto, havia uma só vaga!

Sentia todos os dias, em minhas orações, que eu deveria manter a esperança, embora nada parecesse mudar. Foram dois anos de muita angústia, ansiedade, oração, novenas e muita confiança na Mãe de Misericórdia e em Jesus Cristo. Minha mãe fazia a novena no Santuário e eu pela internet. Quando conversávamos, ela me dizia que pedia a graça, mas ao mesmo tempo se desculpava com Nossa Senhora porque afinal eu tinha um emprego enquanto tantos outros pedem e sofrem por não ter um trabalho. Mas a Mãezinha do Céu, incansável em bondade, desejou atender nossas orações!

Em 1º de fevereiro deste ano, tomei posse do meu cargo e, com o documento em mãos, vim apresentá-lo aos pés do Sacrário, agradecendo imensamente por essa grande graça. Estou muito feliz e realizada! Obrigada, Mãezinha do Céu, por Sua doce presença todos os dias em minha vida!

                                                   Mãe e filha eternamente agradecidas.


4.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

No final do ano passado comecei a ficar muito enfraquecida. Estava com anemia e, depois de vários exames, foi encontrada uma inflamação no intestino, que exigia cirurgia. Comecei então a pedir a proteção de Nossa Senhora, de quem sou fervorosa devota.

No início deste ano fui operada e tudo correu bem. Quatro dias depois eu já estava em casa, mas, passados mais seis dias, comecei a me sentir mal. Fui levada ao hospital e logo em seguida entrei em coma. Fiquei doze dias assim, entre a vida e a morte. Fui desenganada.

Minha família e amigos, sabendo da minha devoção a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, começaram a pedir Sua proteção e então aconteceu o que todos consideram um verdadeiro milagre! Voltei do coma sem sequelas. Mais 15 dias de hospital, mas fui melhorando dia a dia. Até os médicos ficaram surpresos com minha recuperação.

Hoje estou bem, agradecendo sempre a graça alcançada e pedindo a Nossa Senhora que me proteja e me acolha debaixo do Seu manto!

                                                   Uma devota eternamente agradecida.


5.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Meus pais tinham um apartamento onde moraram por 11 anos. Em agosto de 2011, eles tiveram de sair de lá devido a complicações judiciais. Foi muito triste! O responsável pela obra havia roubado muito e todos teriam de pagar bem mais que o previsto para ter o imóvel pronto. Ainda assim, acabaram perdendo e ainda não temos retorno judicial de uma solução para o caso. Meus pais foram morar em uma casa num terreno dos meus tios para, assim, poderem economizar e comprar outro apartamento. Mas, como eles já têm mais de 50 anos, o financiamento é mais complicado e minha mãe já estava sem esperança.

Como sempre faço, recorri a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e, em junho, passados dois anos, o financiamento foi aprovado e eles receberam a chave do apartamento novo. Hoje estou com minha mãe aqui na novena com a chave na mão para agradecer e pedir a bênção de Deus e Nossa Senhora.

                                                   Uma devota eternamente agradecida.

Revista On-line