• iconeCabeca11.jpg

 

 

cartas de agradecimento - 26/06/2013

1.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Alguns meses atrás, minha mãe percebeu uma verruga na orelha, que estava crescendo e ficando cada vez mais dolorida. Nós a levamos ao médico e após alguns exames, ele suspeitou que fosse câncer de pele e marcou imediatamente uma cirurgia para retirada da verruga.

Pedimos a ajuda de Nossa Senhora e tudo correu bem, inclusive a recuperação. Aguardamos o resultado da biópsia e, para nossa alegria, ele foi negativo para malignidade.

Agradecemos imensamente a Nossa Mãe do Perpétuo Socorro por mais essa graça recebida.

                                                   Uma devota eternamente agradecida.


2.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Há cerca de 14 anos, meu marido deixou o emprego que tinha e abriu um negócio próprio. Ao mesmo tempo, durante todos esses anos, fazia concursos públicos. Enquanto isso, eu pedia a Nossa Senhora que ele fosse aprovado. Várias vezes foi realmente aprovado, porém nunca era convocado.

Então mudei meu pedido: pedi que Nossa Senhora nos ajudasse e ele fosse chamado a trabalhar, pois sua classificação sempre era boa, ficava sempre nas primeiras colocações. Neste ano, para nossa alegria, meu marido foi chamado em dois concursos que havia feito!

Nossa Senhora está sempre ao nosso lado, intervindo e nos protegendo. Obrigada, Mãe querida, por mais essa graça recebida!

                                                   Uma devota eternamente agradecida.


3.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Em janeiro de 2012, comecei a fazer exame de sangue para avaliação da próstata e o resultado mostrou alteração. Tomei alguns medicamentos para ver se normalizava, mas a cada exame que fazia, a alteração aumentava.

Em agosto, fiz a biopsia, que constatou câncer de próstata. Em fevereiro deste ano, comecei as sessões de radioterapia e junto, as novenas a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, pedindo a minha cura. Quando terminei as sessões, a médica pediu um novo exame de sangue.

Fui confiante de que já não tinha mais a doença e quando saiu o resultado, para a glória de Deus e de Nossa senhora, eu não tinha mais nada.

                                                    Um devoto eternamente agradecido.


4.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

No dia 25 de abril nasceu minha sobrinha e, como é rotina, foi realizado o teste do pezinho. Esse exame diagnosticou que ela estaria com fibrose cística.

O hospital fez novo exame e, em 16 de maio, o resultado confirmou o diagnóstico. Então foi marcado o teste do suor, que eliminaria qualquer dúvida.

Mas, como sou devota de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, pedi com muita fé que o exame desse negativo e minha sobrinha tivesse a graça de ser uma criança saudável. E fui atendida. Não tenho palavras para agradecer tão grande milagre!

De todo o meu coração, obrigada, Mãezinha!

                                                   Uma devota eternamente agradecida.


5.                  Senhores Missionários Redentoristas e queridos devotos:

Desde janeiro do ano passado minha mãe vinha sofrendo com problemas intestinais. Perdeu o apetite e sempre que se alimentava, passava mal. Por essa razão, estava sete quilos mais magra e com anemia.

Tentou inúmeros remédios e fez vários exames, com diferentes médicos, mas nada fazia efeito. Minha mãe ia ficando cada vez mais desanimada. Alguns dias ela se sentia tão fraca, que nem conseguia se levantar, passava o dia deitada. Decidimos então que o melhor seria interná-la para que no hospital conseguisse se restabelecer.

No dia seguinte, já no hospital, fui almoçar e ouvi a novena. Há anos venho ao Santuário com minha mãe, mas não sabia que nos hospitais também se rezava. Então participei, rezei e pedi com toda a minha fé que Nossa Senhora do Perpétuo Socorro nos ajudasse. Peguei um livrinho da novena que tinha sido abençoado e o entreguei para minha mãe.

Inexplicavelmente, alguns dias depois de sair do hospital, as dores sumiram, ela voltou a se alimentar e até os exames confirmaram que o intestino estava funcionando melhor.

E foi assim que a Mãezinha do Perpétuo Socorro ganhou o fervor ainda maior de duas devotas eternamente agradecidas!

                                              Mãe e filha eternamente agradecidas.

Revista On-line